16 de out de 2009

CRESCER

Quando ele fez 15 anos eu senti como se estivesse num aeroporto aguardando um vôo que no meu pensamento aterissaria mas no meu sentimento decolaria. Chorei várias vezes durante o dia, sem saber exatamente porque. De certa forma era como se estivesse havendo uma despedida. Sentia os meus 15 anos tão próximos, que poderia contar tudo o que tinha ocorrido naquele dia. Foi assim, a minha infância me visitou, inteira, toda de uma única vez.

De repente era uma saudade de algo que não perdi, mas sabia, estava prestes a perder. Aquele menino não viria mais correndo até mim. Ele nunca mais me pediria mingau na hora da novela, ele nunca mais veria novela... Talvez ele dispensasse os passeios que sempre fizera questão. Talvez eu não pudesse mais lhe fazer algum convite interessante. Ele não era mais um pequeno ligeiramente desajustado que não conseguia fazer amigos. Ele hoje tem muitos amigos. Finalmente, foi apagada aquela festa da casa de praia!Ele é tão melhor hoje do que há tempos, mas não é mais meu bebe... Ao mesmo tempo uma alegria por tudo o que ele tem pela frente, orgulho pelas conquistas e descobertas mesmo que elas não fossem mais divididas comigo. Pensar não ser mais necessária doeu mais que ter de decidir coisas difíceis.

Parecia que tudo seria pela última vez e dava medo a sensação de todas as primeiras vezes que viriam. Aquele rosto infantil criando barba, engrossando a pele. Aquela voz estridente desaparecendo no ar, como alguém que embarca pra não voltar mais. Exagero, eu sei, mas senti. E todos aqueles dias que a gente viveu sem pensar e sem avaliar cobravam agora suas notas. Sempre tem algo que poderiamos ter feito melhor. Porque no fundo por mais que tenhamos nos esforçado, sentimos um dia a sensação de que não foi o suficiente ou que poderia ser melhor? Meu pensamento me responde que nos aprimoramos a cada dia, aprendemos com os minutos que passam por mais que não tenhamos nos dado conta disso, as manhãs nunca nos encontram no mesmo lugar, nem do mesmo tamanho, o sol nos modifica como muda as cor das árvores, das flores e amadurece os grãos.

Nenhum comentário: