24 de out de 2009

= ESPELHO =


E agora que te conheci,
Desconheço todo o restante
A vida se tornou desconforável
longe de você.
E a minha visão ampla
Não enxerga mais a sua presença
longe do meu lado.
E os ouvidos acusticamente envenenados
pelo tom do seu ser, pelo timbre da sua voz.
Por algum mistério mágico
minha paz ficou retida nas letras negras
na superfície metálica
de um bilhete em certo espelho.
julho, 2006

Nenhum comentário: