24 de out de 2009

= A IRA da DEUSA =



Ela bem poderia ter feio diferente
No entanto fez de uma maneira que confundiu.
Ela bem poderia simplesmente
ter dado um sorriso daqueles
que iluminam o meu mundo,
a minha vidinha besta!
No entanto, me confunde
Me enlouquece,
me deixa no chão...
Desde os primórdios, assim agem as deusas
Deusas nasceram para serem satisfeitas
Daí o costume das oferendas, cânticos, odes e sacrifícios
A deusa irada é imprevisível
o seguidor revoltado não tem saída.
Deusas erram e não reconhecem
A humanidade está perdida
Deusas perdoam mas não esquecem.
Talvez seja preciso buscar seu lugar sagrado
e prostrada em beijos, carícias e afagos
Devolver-lhe o que jamais lhe foi tirado
venerar suas curvas, reentrâncias
Seu céu, seu fel, seu mel,
seus doces e amargos
Aqueles dois montes santos
Aquela caverna profana de sacrifícios
Revirar todos os seus cantos
Executar com louvor os meus ofícios
Aplacar a sua insana ira nada divina
Dando-lhe de beber em sua boca profana
Fazendo-lhe crer que é ela quem domina
Saciando-lhe com a energia que de mim emana

Rio, 19/03/2007

Nenhum comentário: