5 de dez de 2008

ainda não sei o título

As ruas do Centro estão lotando aos poucos e aos poucos começam a ficar insuportáveis. Já não dá para andar com pressa e,ainda assim as pessoas se apressam.

O espírito do natal chega muito depois de outras vontades e necessidades. O epírito do natal se atrasa e muitas vezes não chega.
Eu não consigo pensar em nele enquanto ele nã ome bate à porta e as pessoas começam a perguntar para onde vou e o que vou fazer. Passo o ano perguntando-me para onde vou e o que fazer... Às vezes não me pergunto, apenas faço, somente vou.

Atualmente estou num estágio de me largar de mim mesma. Tenho medo de tornar-me uma pessoa depressiva ou deprimida e em caso de alegria extrema temo tornar-me vazia.
Se eu pudesse pulava o calendário e amanheceria amanha no dia 31 de dezembro. É uma data em que todos se prepram para uma felicidade que jamais se prepararão para buscar, por isso ela é linda. Se essas pessoas recebessem de presente a felicidade, certamente não saberia o que fazer com ela se ela não tivesse um modelo último tipo e se não fosse anunciada na TV. Hoje a felicidade pra fazer feliz precisa ter valor agregado, ser feliz somente não basta...

Um comentário:

joão poeta disse...

O titulo pode ser :
*"Meu Natal sem Natal;
*"Meu Natal sem mim"
*"Meu Natal sem Você".
Ah, meu eu não sei qual o titulo, que deve ser, na verdade, acho até que não precisa de titulo. Eu só sei que ficou ótimo.