24 de out de 2009

= CÉU da BOCA =

Havia um cometa a riscar o céu oculto
Côncavo, róseo, escuro.
O vagar do astro iluminava a alma
Sacudia o corpo,
Turbinava a mente.
Aquele misterioso lugar oculto,
jamais visto, nunca notado.
Fagulhas incendeiam o pensamento
Língua nervosa
Boca curiosa
Lábio sedento
Rosto em movimento

Nenhum comentário: