25 de jul de 2010

SEM CULPA

Eu gosto de voce mesmo você sendo quem você é
Essa pessoa solar.
desculpa, eu sou lunar, 
da noite e de lua
Essa pessoa tão certa e regrada, 
desculpa se eu não tenho ordem , 
Mal possuo organização 
e alguma tristeza

Você, pessoa feliz, 
profunda como um azulejo, 
eu, envolta em tempestade e marés,
sou um precípicio.

Sim, eu chego de madrugada, 
(pra mim, ainda cedo) e contrariada, 
Enquanto você dorme, 
estou aqui a poemar no computador.

Perdão, eu não tive culpa se te amei,
você não se culpa por me amar e no geral a gente se dá bem.
A gente vive junto e parece música  do Lulu, 
esse cara com nome de cão, 
jeito antipático pessoa que nunca arrisquei entrar na fila para autógraos. 
Ele deve ser como eu, alguém que ama demais, 
competente no que faz  com cara de não estar nem aí.
***
É isso, tudo na vida tem um preço
A felicidade não custa tão caro
Apenas alguns momentos de infelicidade
Algum período de insanidade
E no final tudo dá certo
Por mais errado que possa ser
16/05/2010

Nenhum comentário: